A+ A A-
28 Jan. 2019

Seminário de Educação debate com casa cheia “Educação de Futuro”

Cerca de três centenas de pessoas estiveram hoje, dia 26 de janeiro, reunidas em Tondela, para discutir “Educação” no Seminário de Educação 2019, promovido pelo Município de Tondela.

Com o mote “Desafios para uma Educação de Futuro”, a iniciativa, que decorreu no grande auditório da ACERT, trouxe a Tondela alguns dos maiores especialistas portugueses em matéria de ensino, dificuldades de aprendizagem e parentalidade.
O evento teve lugar no auditório 1 da ACERT e contou, na sessão de abertura, com a Delegada Regional de Educação do Centro, Cristina Oliveira, que destacou o combate que o ensino deverá continuar a fazer no sentido de esbater as desigualdades sociais, as dificuldades de aprendizagem de alguns dos alunos, as dificuldades inerentes ao cumprimento da escolaridade obrigatória até aos 18 anos. Como refere, a escola é hoje, também uma resposta social, com os múltiplos desafios que se lhe colocam.
O presidente da Câmara Municipal de Tondela, José António Jesus, lembrou que um seminário como este pretende, acima de tudo, perceber a educação dos dias de hoje e projetar o futuro. A realidade da educação, no passado ou no presente, mostra-nos que a escola é, talvez o maior instrumento de desenvolvimento, de inclusão e de promoção social. Referiu que a escola tem que promover a inclusão, sem ser igualitária, com respeito pela diferenciação.
Lembrou que hoje se volta a falar na delegação de competências na área da educação e que importa perceber que obrigará a um aprofundamento na articulação entre os vários agentes educativos, ao desenvolvimento de planos de proximidade na resolução das questões e a uma grande interação de modo a tornar eficaz este processo.
A Comissária do Plano Nacional de Leitura 2027, Teresa Calçada, abordou o papel preponderante da Escola na capacidade de estimular os alunos e, consequentemente, aumentar a potencialidade da leitura e da escrita para a sua vida académica. Lembrou, ainda, a importância do ensino prático, de colocar os alunos em contacto com outros contextos, outros desafios culturais e complementares às aprendizagens. Reforçou que o domínio da leitura e da escrita são condição obrigatória mesmo para o acesso à tecnologia. Neste contexto, a tecnologia poderá ser uma ferramenta para estimular a leitura e a escrita.
Ler e escrever deve ser entendido como um direito humano, que a escola tem de tornar ativo.
Sofia Santos, Professora na FMH, abordou a nova legislação da Inclusão da Escola, desmistificando muitas das (des)orientações que estão na ordem do dia com vista à sua implementação, mas reforçando que as escolas estão no caminho certo e terão tanto maior sucesso quanto maior for o trabalho colaborativo desenvolvido.
Renato Paiva, apresentou algumas estratégias para promover o sucesso educativo dos alunos, em especial quando o assunto são as metodologias de estudo. Reforçou a importância de se criarem hábitos de estudo desde a mais tenra idade, capazes de criar rotinas que acabam por se prolongar para a vida.
No painel iAgora? Liberte o seu filho da dependência dos ecrãs, a psicóloga Rosário Carmona abordou a tão atual questão da utilização quase massiva dos telemóveis ou outros ecrãs por parte dos alunos, como muitas vezes, um exemplo daquilo que os adultos também transmitem. Os ecrãs, são indiscutivelmente um sinal da evolução dos tempos e trazem muitas mais-valias, pelo que o desafio que nos deixa é que sejam usados com equilíbrio.
Maria João Santos referiu-nos estratégias de como “educar sem manual de instruções”, com apresentação de um projeto especifico – Anos Incríveis.
Nuno Lobo Antunes abordou a questão do Défice de Atenção e Hiperatividade do ponto de vista clínico, com enfoque para a relevância de um adequado diagnóstico e posterior acompanhamento. Desmistificou algumas questões em torno da medicação, referindo que não há dados que corroborem a  ideia de que cria dependência e, sim, as crianças com esta problemática, bem diagnosticada, carecem de apoio farmacológico para melhoria das suas capacidades de atenção e concentração e consequentemente incremento do sucesso educativo.
O encerramento foi efetuado pela vereadora da Educação, Sofia Ferreira, que referiu que a educação contribui para a melhoria das condições de vida das populações e que seminários como este, ajudam-nos a refletir sobre o futuro nesta área.
Dos temas abordados, concluiu-se que a relação com os alunos é a base para o sucesso do ensino e aprendizagem, ficando temas em aberto para futuros seminários e novas reflexões em torno da educação.

Agenda de eventos (2)

Próximos eventos (2)

Sorry, no events.

Câmara Municipal de Tondela © Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: mixlife