A+ A A-

Vespa Velutina ou Vespa Asiática

Informação: Controlo da Vespa Velutina ou Vespa Asiática

- A Vespa velutina nigrithorax, adiante designada apenas por Vespa velutina, é uma espécie não-indígena, predadora da abelha europeia (Apis mellifera).
- A sua introdução involuntária na Europa ocorreu em 2004, no território francês, tendo a sua presença sido confirmada em Espanha em 2010, em Portugal e Bélgica em 2011 e em Itália em finais de 2012.
- Na época da primavera constroem ninhos de grandes dimensões, preferencialmente em pontos altos e isolados. Esta espécie distingue-se da espécie europeia Vespa crabro pela coloração do abdómen (mais escuro na vespa asiática) e das patas (cor amarela na vespa asiática), ver imagens do pdf anexo.
- Os principais efeitos da presença desta espécie não indígena manifestam-se em várias vertentes, sendo de realçar:
a) na apicultura - por se tratar de uma espécie carnívora e predadora das abelhas. Sendo um predador agressivo de insetos (um exemplar pode matar mais de 30 abelhas por minuto), o principal impacto desta espécie reflete-se na apicultura, com destruição de colmeias, e no efeito indireto para a produção agrícola;
b) para a saúde pública – não sendo mais agressivas que a espécie europeia, no caso de sentirem os ninhos ameaçados reagem de modo bastante agressivo, incluindo perseguições até algumas centenas de metros.

A deteção ou a suspeita de existência de ninho ou de exemplares de Vespa velutina deverá ser comunicada através de um dos seguintes meios:
• Pode contactar o SEPNA - Guarda Nacional Republicana (Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.). Caso não tenha acesso à internet, entre, por favor, em contacto com a Linha SOS Ambiente (800 200 520) ou com o Serviço Municipal de Tondela 232 811 110 / 962 011 528 / Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
• Poderá também solicitar a colaboração da junta de freguesia mais próxima do local de deteção/suspeita, para o preenchimento do formulário - em Anexo


Nota:
A deteção ou a suspeita de existência de ninho ou de exemplares de Vespa velutina só fica devidamente comunicada nos meios acima mencionados, excluindo-se, portanto, as referências deixadas nas redes sociais. Sublinhamos que não é nas redes sociais que se participa a existência de ninho ou de exemplares de Vespa velutina.
• O controlo da vespa é uma necessidade urgente. Os serviços municipais de Tondela, identificaram e eliminaram mais de 300 ninhos desde o inicio de 2019.
Ciclo biológico da vespa velutina
A Vespa velutina é uma espécie diurna, com um ciclo biológico anual, que apresenta a sua máxima atividade durante o verão, quando atacam em massa as colmeias.
Durante o inverno as rainhas fundadoras já fecundadas hibernam fora do ninho, principalmente em árvores, rochas ou no solo.
Em fevereiro e março, as rainhas que sobreviveram ao inverno abandonam o local de hibernação para fundar a sua própria colónia (pelo que são designadas de fundadoras), procurando locais com água abundante e comida fácil perto de aglomerados populacionais. Até maio procuram locais com árvores em flor, locais esses frequentados por abelhas. Inicia-se a postura e nascem as obreiras dos ovos fecundados e então mudam-se para um segundo ninho (ninho secundário) construído em locais de grande altitude (10 metros ou mais), sendo responsáveis pela alimentação das novas larvas, bem como da rainha. Com a saída das obreiras, o crescimento do ninho e da colónia é exponencial.
É entre junho e setembro que se regista maior pressão de predação, associada ao crescimento dos ninhos, pela procura de proteína, resultando assim no ataque a abelhas e outros insetos, verificando-se no crescimento da colónia no verão e outono está associado a ataques a apiários da abelha europeia (Apis mellifera).
A duração da vida média das obreiras é variável em função das temperaturas e pode ser entre 30 e 55 dias, semelhante ao da vespa europeia (Vespa crabro). A rainha tem uma longevidade de cerca de um ano.

Câmara Municipal de Tondela © Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: mixlife